quarta-feira, 4 de julho de 2007

Vencendo a batalha no complexo

“Eu venci: venci a intolerância, o medo, o descaso, a falta de perspectivas, a falta de oportunidades, venci o bem, que mostra força bruta, venci o mal que está instalado a anos e agora querem combate-lo como se fosse uma guerra de ego.
Eu venci: venci as balas, não que eu seja imortal, escrevi textos no meio do caos, ouvindo tiros, granadas, gritaria.
Venci uma batalha: no meio da guerra do complexo, pude incentivar a leitura, levando e apresentando o amor e prazer que ela proporciona a mais de 400 crianças, confesso que teve ida e vindas, mas venci, pude fazer o meu trabalho.Agora pergunto: que diferença faz, o trabalho que faço e de escritores que residem em Kabul, Bagdá, Faixa de Gaza, que têm êxito editorial e estão na lista dos mais vendidos?

Um comentário:

Jana disse...

Sua história é fantástica! Assim como você tive que vencer muitas batalhas na comunidade em que cresci, que por acaso é o Complexo do Alemão, e o pior é termos que provarmos o tempo todo que somos capazes de propagar muitas coisas boas para essa nova geração, ou seja, "matar um leão por dia"...Continue com a sua luta, com certeza bons frutos colherá!
Gostaria de fazer contato com você, pois tenho um trabalho para desenvolver em minha monografia, e é exatamente sobre pessoas que fazem a diferença independente das adversidades. Espero o seu contato janafirmino@yahoo.com.br. Gostaria de ter o imenso prazer de conhecer esse maravilhoso trabalho. Abraços...Jana